O Xamã

O XAMÔ – texto de Jaider Esbell

Reúne todas as forças e não duvide, desvia tempestades. Só de pensar me encho de arrepios e essa força queremos que também sinta. Antes de qualquer idolatria é de linhagem que vêm os jardineiros do eterno. Eles já estão lá e de lá trazem a própria tecnologia; o sopro, a fuga do tempo, a desfaçatez da matéria, o poder de cuidar da alma com a vida, o trabalho das plantas pelo humano. Não esperam retorno e conhecem o efeito, a maldade do semelhante. Param essas forças com outras, no ar, cruzando, miram o infinito e jogam para outra dimensão, o indesejado. Dançam como espetáculo, bailam como linguagem, seguindo um voo, o voo. Movimento em leveza, a arte é mesmo beleza, cura sem cicatriz.

O Xamã. Era noite e tinham 7, suas mãos em minhas costas eram quentes. Eles me tocaram, vi o outro ser em seus olhos e me entreguei no sopro, tremulando para acordar reposto do transe cirúrgico, sem explicação. Amazônia, século XXI.

Ficha Técnica O XAMÃ – série de 10 cópia numerada 02

Número de telas: 15 (quinze)

Curadoria:

Jaider Esbell e Marcelo Camacho

Produção, Apoio Financeiro, Institucional, Cultural Estação Casa Amarela Produções e Serviços EIRELI

Assessoria de Comunicação:

Estação Casa Amarela Produções e Serviços EIRELI (Studio Play Art)

Desenhos matriz

Jaider Esbell

Fotografia, composição e coloração digital das obras:

Marcelo Camacho

Impressão, Montagem e Molduras

PhotoPainter – Digital Imagem & FineArt Printing – Giuseppe de Maria

Impressão: Midia: Canvas Museum Art 340 GSM – Canson

Tinta: Ultrachrome HDR

Revestimento: Acrilico a base de Termolina Leitosa

Equipamento: Epson Stylus Pro 9900

Área impressa: 30X40 cm

Moldura: Ecologica – Madeira de reflorestamento (Pinus) revestida de materiais reciclados de garrafas PET Linha Black& White –

Perfil Modelo 98-9104 Fornecedor: Moldurarte

Dimensões Externas Finais: 34 x 44 CM

Exposições realizadas:

  • Galeria Flamboyant da Estação Casa Amarela – Caçapava – SP
    Período: de 03 de março à 15 de dezembro de 2017

 

  • Faculdade Zumbi dos Palmares – Mostra das Exposições da Galeria Flamboyant da Estação Casa Amarela – São Paulo /SP
    Período:  de 13 a 18 /05/2017

 

  • Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina – Pindamonhangaba/SP
    Período: 25 de maio a 25 de julho de 2018

 

  • Espaço de Exposições da Cervejaria Bohemia – Petrópolis – RJ
    Período: de 04 de julho à 01 de agosto de 2018

 

  • Casa Osvaldo Cruz – São Luiz do Paraitinga/SP
    Período:  01 de novembro de 2018 a 27 de janeiro de 2019

Perfil dos Artistas

Jaider Esbell é indígena do povo Makuxi, escritor e arte-ativista e produtor cultural. Em atividade desde 2010 o nativo de Normandia-RR percorre espaços físicos e políticos com a arte indígena contemporânea e assim, desenha uma nova geografia da arte no mundo. Esbell é premiado pelo MINC/FUNARTE em 2010 por sua literatura. Deu aula e realizou exposições nos Estados Unidos em 2013. Em 2016 vence o Prêmio PIPA online pelo conjunto da obra e expõe na Oca Tapera Terreiro na Bienal 2016/SP. Em março de 2017, abre duas exposições individuais, “O XAMÔ e “IT WAS AMAZON”, na Galeria Flamboyant da Estação Casa Amarela em Caçapava/SP e em outras cidades do Sul do Brasil. Em março de 2018, abre sua primeira exposição em Manaus/AM. Em julho de 2018, O XAMà entra em exposição no Espaço da Cervejaria Bohemia em Petrópolis – RJ e “IT WAS AMAZON” no Palacete 10 de Julho em Pindamonhangaba – SP, ambas com produção da Estação Casa Amarela. Também em julho de 2018, Jaider Esbell abre uma nova exposição “Transmakunaíma – O buraco é mais embaixo” e “IT WAS AMAZON” no Memorial dos Povos Indígenas em Brasília – DF. Lança o livro “Tardes de agosto, manhãs de setembro e noites de outubro” na UFAC em Rio Branco -Acre em agosto de 2018 como parte da programação da JALLA. Convidado pelo Itaú Cultural SP chega ao sudeste novamente em 22 de agosto de 2018 para participar do evento “Mekukradjá – Circulo dos Saberes: o movimento da memória”. Em 23 de agosto, 15h, estará junto com a exposição O XAMà no Projeto Mais Cultura na Escola em Caçapava – SP e as 19h30m na FASC – Faculdade Santa Cecília em “Encontro com o artista e escritor” em Pindamonhangaba – SP. Ambos os eventos estão sendo realizados pela Estação Casa Amarela Produções e Serviços em parceria com as Secretarias Municipais de Cultura dos municípios.

Marcelo Camacho é paulistano, fotógrafo, cirurgião dentista e reside em Boa Vista, RR, desde 2002. Dedica-se à fotografia de temas relacionados à natureza, populações tradicionais, manifestações culturais populares entre outros assuntos. Tem fotos selecionadas para os principais salões de fotografia do Brasil e publicadas em jornais, revistas e sites nacionais e internacionais. Foi organizador do I Fest Foto Amazônia e Coordenador Geral do Salão Nacional de Fotografia de Boa Vista 2017.Participou de exposições individuais e coletivas em vários estados do Brasil e atualmente é Diretor de Fotografia da Associação Roraimense de Fotografia (AFOTORR) e tem trabalhos expostos no Salão da Fotografia Consigo 2018 (‘Panorama Roraima), percorrendo galerias entre Petrópolis, RJ, e Vale do Paraíba com a exposição ‘O Xamã’ em parceria com Jaider Esbell e fotos expostas na XXX Bienal Brasileira de Arte Fotográfica Preto e Branco em Caxias do Sul, RS.

 

Página de Jaider

Página de Marcelo Camacho