Nuances

A arte é o oxigênio que se respira de forma pura e límpida no espaço cultural Estação Casa Amarela, onde a psicóloga e artista Elda Varanda Dunley, após anos de participação em eventos culturais e com uma ampla bagagem nessa área, decidiu alçar um voo mais altaneiro, fazer do recanto do seu lar um espaço cultural onde aflui artistas e suas respectivas obras numa profusão cultural e artística de altíssimo nível, um ambiente onde se respira arte em cada recôndito do seu espaço, em seus diminutos detalhes e nuances.

E por falarmos em nuances, este é o tema da exposição do magistral fotógrafo carioca Carlos Freixo, que através do seu olhar artístico ímpar, de sua sensibilidade sui generis, e de sua técnica fotográfica exalada com maestria, faz de cada foto uma arte insigne, de cada imagem uma reminiscência atemporal, de cada retrato uma obra eminente, assim é o trabalho impecável e inigualável deste artista carioca, que faz da fotografia um mister virtuoso, no qual, através da técnica HDR (High Dynamic Range), técnica que domina com virtuosismo e como poucos, transforma momentos e imagens em fotografias que são verdadeiras obras de arte, onde as tonalidades, tons, meios-tons, dégradés, e nuances formam um todo poético e pulsante, vivo, onde cada efígie salta aos olhos como uma erupção vulcânica furta-cor e irradiante.

Por seu exímio trabalho, o fotógrafo Carlos Freixo já é um dos mais excelentes fotógrafos brasileiros e de reconhecimento internacional, aclamado nos meios fotográficos e grupos de fotografia, no qual já recebeu no maior grupo fotográfico brasileiro, o Caçadores de Imagens, com 124 mil membros,  64 selos diamantes, reservados a fotógrafos que tenham mais de um mil curtidas em suas fotos; além de seu trabalho ser reconhecido em vários meios do ramo, além de programas de TV, revistas especializadas, concursos fotográficos, inúmeras exposições no Brasil e Exterior, por isso é ovacionado por uma legião de admiradores da atemporal arte da fotografia e demais artes.

Devido à sua vasta experiência no ramo, vamos resumir um pouco do know how deste mago da fotografia: repórter jornalístico fotográfico (de 26/10/1999 até o presente) da Federação Nacional dos Jornalistas do RJ; Repórter jornalístico fotográfico nomeado pela Diretoria de Assistência Social da Polícia Militar do Rio de Janeiro para coberturas de eventos oficiais do Estado (de 11/07/2013 até o presente); Embaixador da Divine Académie Française des Arts Letters et Culture – pelos relevantes serviços prestados ás Artes, Letras e Cultura no Brasil e na França (Revista Caras); Expositor em diversas salas e espaços culturais em todo o Brasil e no Exterior.

Paulo Cheng (Escritor e Fotógrafo)

Perfil do Artista

Nascido em 19 de abril de 1977, natural de Niterói, Rio de Janeiro, Carlos Freixo transmite em suas fotografias um sentimento de todos os lugares que visitou e culturas diferentes que conheceu, percebendo que era impossível acordar, ver o mundo e não perceber tamanha beleza sempre imponente, pois conviver com a natureza sempre esteve em seu caminho.

Sempre acompanhado de sua câmera fotográfica, um de seus objetivos sempre foi eternizar um instante que nunca mais seria o mesmo, acreditando que uma viagem se torna inesquecível quando a experiência vivida traz um aprendizado, faz refletir e mudar hábitos em nossa vida.

Daí o tema “NUANCES”, que vem exatamente externar o sentimento desse artista com sua sutileza e modo de ver o mundo através de cores vibrantes registradas por suas lentes.

Para isso, o fotografo Carlos Freixo tem como objetivo fazer com que sua câmera enxergue na mesma proporção que um olho humano utilizando a técnica HDR, que em português significa Alto Alcance Dinâmico, para que todos os detalhes da fotografia apareçam, ousado, o artista aplica o conceito com que sua foto se assemelhe a uma pintura.

Atualmente, Carlos Freixo é destaque nas principais Redes Sociais, conta com 64 Selos no padrão Diamante, em um dos grupos mais conceituado no segmento de fotografia de paisagem com mais de 124 mil membros espalhados pelo mundo, sem contar com Exposições realizadas no mundo, entre elas, Le Carrousel Du Louvre, em Paris por duas vezes consecutivas.

O registro que traduz toda poesia de Calos Freixo revela a essência de um olhar exatamente como percebe o mundo, que cada momento é único, e através da fotografia revela momentos únicos perpetuando sua existência.

Quando se trata de fotografia, ao mesmo tempo em que conhecemos pessoas e compartilhamos momentos, entramos numa viagem introspectiva, resgatando nossa essência, nossos valores, nossa origem, que por diversos motivos mantemos escondidos.

Isso nos mostra como a vida pode ser mais simples, e nos ajuda a priorizar o que realmente vale à pena e a encontrar significado no que fazemos.

Jorge Holanda – Fotógrafo – Jornalista – Recife/ PE

Ficha Técnica

 Número de fotos: 12 (doze)

Tipo de Papel

Studio Enhanced 210

 Tipo de Impressão

Fine Art UltraChrome HDX

Técnica

Fotografia HDR

Curadoria:

Carlos Freixo

 Produção e Apoio Institucional e Cultural

Estação Casa Amarela Produções e Serviços

Assessoria de Comunicação:

Estação Casa Amarela Produções e Serviços (Studio Play Art e Texteria Imprensa & Cia)

Fotografia das Obras:

Carlos Freixo

 

Exposições Realizadas:

  • Galeria Flamboyant da Estação Casa Amarela – Caçapava /SP                     Período: 09 de novembro a 22 de dezembro de 2018

 

  • Espaço de Exposição da Cervejaria Bohemia – Petrópolis/RJ                      Período: 02 de janeiro a 04 de fevereiro de 2019.

 

  • Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina – Pindamonhangaba/SP
    Período: 12 de fevereiro a 30 de março de 2019

 

Fotos da Exposição

 

 

Página do Artista